este é o meu bloco de notas numa aventura asiática

quarta-feira, março 23, 2005

o nome das pessoas

O meu nome é composto por 4 nomes, dois próprios, dois apelidos, um da mãe, outro do pai. Os japoneses têm um sistema mais simples, só têm 2 nomes, um próprio, um apelido, o da família, o do pai. Os americanos, em geral, têm 2 ou 3 nomes, um próprio e um apelido e o chamado middle name que é um segundo nome próprio.
Tudo isto porque no Japão deixam-me sempre confusa com a história dos nomes. Para facilitar só uso dois o primeiro nome próprio e o último apelido mas, para coisas oficiais ou voos de avião tenho que usar o meu nome completo... o que me ia quase deixando em terra hoje... tudo porque só escrevi um nome próprio e os outros 3 remeti-os para os “last names”... No meu passaporte tenho os 2 nomes próprios separados dos 2 apelidos... e a senhora do check-in muito desconfiada se eu era as duas pessoas... e telefonou sei lá para onde a confirmar! Que isto não se volte a repetir... fui avisada.
Uma aventura pior e bem mais longa teve um amigo meu belga que queria pagar a conta mensal do telefone por débito directo numa conta que abriu num banco japonês. Aquilo foi uma cegada de papéis de um lado para o outro e às tantas o pedido foi recusado porque nos papéis do banco o nome dele estava escrito com minúsculas e na requisição com MAIÚSCULAS!

1 Comments:

Anonymous Ricardo Ucha said...

Há povos assim! Tão cristalizados na sua maneira de existir que não admitem outras possibilidades.
Os espanhóis tb são um pouco assim, note-se a irritante resistência que fazem em não falar, ou mesmo entender, outras línguas que não seja a espanhola!
Claro que para além de todo o incómodo e confusão gerado em certas situações, esta falta de abertura tb tem vantagens: as manifestações culturais destes povos tendem a ser muito mais definidas e, consequentemente, esteticamente mais poderosas.

12:13 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home